Thoth-Amon

Odiado e amado por toda a Stygia, a sombria terra onde adoram o deus serpente, Thoth-Amon é geralmente considerado o maior feiticeiro vivo da região, se não do mundo.


Por Ronan Barros

Thoth-Amon

O feiticeiro estígio Thoth-Amon é uma das maiores ameaças da Era Hiboriana e muitas vezes é referendado como o principal inimigo de Conan, mas, antes de fazermos um estudo de caso, é importante esclarecer que Conan tem uma literatura muito extensa nos quadrinhos e nos pastiches, logo, é muito complicado reunir dados sobre um personagem e distinguir exatamente qual é a fonte de origem de cada informação.


Howard, o criador de Conan, escreveu muito pouco sobre Thoth-Amon. Em seus contos ele apareceu efetivamente mesmo no conto “A Fênix na Espada” e é apenas mencionado nos contos “O Deus na Urna” e no romance “A Hora do Dragão. Apenas após a morte de Howard é que o personagem passou a receber o status de arquinimigo de Conan pelo escritor Sprague deCamp e a também pelo Roy Thomas na Marvel.


Para fazer este texto eu usei como base principalmente os textos de vários RPGs como Conan d20, Gurps, o RPG nacional Aventuras na Era Hiboriana e outros...


Odiado e amado por toda a Stygia, a sombria terra onde adoram o deus serpente, Thoth-Amon é geralmente considerado o maior feiticeiro vivo da região, se não do mundo. Seus principais rivais que vão desde traiçoeiros sacerdotes do deus set, assim como feiticeiros do obscuro círculo negro, estão sempre à espreita por qualquer erro ou fraqueza de Thoth-Amon afim de uma possibilidade de eliminá-lo ou bani-lo de sua nação.



Com pele escura e uma envergadura maior do que a maioria dos homens, sua presença é definitivamente intimidadora. Seus olhos malévolos brilham no escuro como se fossem chamas vermelhas assim como os de um vampiro na escuridão. Dono de um semblante ameaçador, ele guarda suas emoções e nunca revela o que realmente está sentindo. Assim, sem o menor pudor de arrogância, ele sabe que de várias maneiras, ele é a pessoa superior. É muito comum ele exaltar com exagero a sua própria importância e fingir ser um especialista em determinados assuntos.


Thoth-Amon é altamente vingativo e cruel. Ele não tolera imbecis e não perde tempo gritando ou exprimindo fúria. Quando cria um desafeto, ele geralmente o elimina da existência. Sempre que ele está sob o poder de outra pessoa seja por meio de feitiçaria ou chantagem, como vemos em “A Fênix da Espada”, ele busca algum meio de reunir condições mágicas e assumir alguma vantagem para um dia virar o jogo contra seu opressor. Quando ele faz um inimigo, é improvável que ele descanse até que esse inimigo esteja dolorosamente morto.


O orgulho é uma das principais fraquezas de Thoth-Amon. Ele é um monomaníaco louco por poder e odeia a rotina e a ética. Em vários momentos de sua vida, Thoth-amon teve acesso a um artefato mágico conhecido como Anel da Serpente de Set. Muito se especula se o anel é sua total fonte de poder ou se funciona apenas como um catalizador, mas, o fato é que, enquanto ele possui este anel, seu poder é praticamente imensurável.


Em 2006 a Dark Horse lançou um quadrinho bastante ousado escrito por Kurt Busiek e Len Wein e desenhado por Kelley Jones que contava a história do passado secreto de Thoth Amon.


Neste quadrinho, um garoto simplesmente chamado de Thoth é filho de uma família bastante problemática e vive do furto para sobreviver. Quando o seu melhor amigo, de nome Amon, consegue uma vaga para se tornar um acólito de Íbis o pacífico deus Garça da Stygia, Thoth vê a oportunidade de roubar esta vaga se passando por ele. Isto o leva a cometer o seu primeiro assassinato ao matar o seu melhor amigo esmagando seu crânio com uma pedra e assumindo o nome Amon.


Apesar de Thoth-Amon adquirir bastante conhecimento como acólito de Ibis, a sua ânsia por poder o fez mergulhar cada vez mais em conhecimentos sombrios e proibidos e isto o levou a buscar pelas ruinas perdidas do Reino de Acheron, um antigo império da era hiboriana bastante lembrado pelo seu envolvimento com magia negra.


É neste momento que o deus serpente Set o testa e o mata. Thot-Amon morre ao se encontrar com uma manifestação de Set, mas, é ressuscitado pelo anel da serpente e, desde então, em posse deste artefato mágico. ele passa a ser um servo fiel a Set.


Ele volta ao templo de ibis e ali ele começa a realizar um plano sórdido. Finge continuar sendo um acolito de Ibis enquanto adora Set secretamente e começa a cada vez mais assumir altos postos na seita eliminando um a um todos os seus mestres ou possíveis obstáculos para a sua ascensão.


Com sua alta influencia tanto na seita de Ibis assim como no governo do próprio reino da Stygia, Thoth Amon começou promover o caos no reino e a destruir internamente a própria igreja de Ibis. Isto fez com que as pessoas, desesperadas por amparo, começassem a procurar Templos destinados a Set o que promoveu a ascençao deste Deus por toda a Stygia.


Foi nesta época que Kalanthes, um sacerdote de Ibis, percebeu a traição de Thoth-Amon e armou um plano com seus demais irmãos para mata-lo. O plano falhou e todos os irmãos morreram exceto Kalanthes que foi resgatado por rebeldes e se tornou um dos principais rivais de Thoth Amon desde então.


Com todo o domínio da Stygia tanto politicamente como religiosamente, Thoth-Amon declarou a adoração de Ibis proibida e entregou toda Stygia a Set. Thoth-Amon aproveitou a chance para tentar reivindicar novamente o poder perdido de Acheron, mas, acabou apenas liberando criaturas horrendas e incontroláveis através de um portal dimensional.

Na sua luta contra tais seres, ele acaba recebendo ajuda de seu maior inimigo, Kalanthes, que o ajuda vencer as criaturas e o convence a fechar o portal e a desistir de tentar controlar o poder de Acheron. Mas, apesar da aliança curta e improvável dos dois personagens... eles terminam a historia ainda rivais e com caminhos totalmente distintos.


Thoth-Amon também ganhou uma versão totalmente descaracterizada dos conceitos originais no filme Conan O destruidor de 1984. Neste ele é uma espécie de feiticeiro de pele branca que mora numa espécie de castelo de gelo no meio de um lago. No filme ele se transforma numa estranha criatura humanoide bestial usando uma capa vermelha o que parece ser uma referência a outro personagem criado por Howard chamado Thak, mas que também está tão desfigurado na historia quanto o próprio Thoth Amon.

232 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo